sábado, 28 de janeiro de 2017

A obesidade infantil



Você sabe o que seu filho come?

Cada vez mais crianças e adolescentes se tornam obesas devido a alimentação industrializadas e publicitária, mas você sabe o que são e o que esses alimentos provocam....

A OBESIDADE INFANTIL

PLANTEMOS HOJE PARA COLHERMOS AMANHÃ, MAS O QUÊ?

Uma das grandes epidemias do Mundo é, sem dúvida, a obesidade infantil. Estudos mostram que uma criança obesa tem 90% de chances de se tornar um adulto obeso com inúmeras doenças como: câncer no pâncreas, sistema digestivo, diabetes tipo 1 e 2, pressão arterial, depressão.....entre outras doenças relacionadas a alimentação....


Há não muito tempo atrás, falar de obesidade infantil era um assunto quase inexistente, era comum nas escolas a maioria crianças magrelas correndo nos corredores das escolas. Hoje, porém, o que vemos são, na sua grande maioria criança pré obesos ou obesos sentadas comendo: salgadinhos, bolachas, entre outros aliamentos industrializados com seus smartphones, criando novas amizades virtuais, superficiais.

Vivemos em um mundo totalmente imediatista, assim como a internet e nossos celulares, queremos as coisas cada vez mais rápido, para ontem, tudo na palma da mão em menos de um segundo, tudo está diante de seus olhos. E isso não é diferente com os alimentos, me diga qual foi o dia em que sentou-se  para jantar com sua família ao invés de ficar diante da tv ou do celular?

Tudo está ficando rápido, ágil e sem valor algum, nada mais importa. Porquê ? Preciso ver aquele post, preciso postar minha comida, informar onde estou a todo momento. E a alimentação onde fica nessa hora? Não posso perder muito tempo me alimentando!!! Daí eu lhe apresento o maravilhoso FAST FOOD ( comida rápida), prático, rapidinho e muiiiito gostoso, afinal isso é o que todo mundo queria, comer rápido com alimentos gostosos, porém ai vai a péssima notícia, o que  seu filho está comendo nada mais é que ( um veneno em formato de brinquedo ou de uma carinha feliz ) É uma coisa curiosa: o salgadinho de cebola não é feito de cebola, o salgadinho de bacon, não é feito de bacon, e o melhor de tudo, o lanche que você e seu filho comem: grande M. lanche, o hambúrguer de carne não é totalmente de carne, rsrsrs, parece mentira, mas sim, é verdade.

Bem vindo ao mundo das grandes empresas que para obter lucros, cada vez maiores, vendem mentira embalada. Você e seu filho ganham, totalmente grátis, pressão alta, diabetes, dependência cada vez maior por alimentos ricos em gorduras trans, pessoa de sorte você!! Não acha????



A Organização Mundial de Saúde classifica a obesidade como “a epidemia do século” e os números publicados são alarmantes: milhões de pessoas com excesso de peso, centenas de milhões de pessoas com obesidade no mundo.

Um número cada vez maior de crianças e adolescentes com obesidade, um rol de doenças associadas à obesidade que atacam um número crescente de pessoas e que as atingem cada vez mais novas, alastrando a epidemia não só nos países mais desenvolvidos, mas também em países onde há poucos anos a fome não estava erradicada.

À partida, o problema parece simples, mas não é, porque os alimentos ricos em gorduras e açúcares e o sedentarismo, mais do que símbolos da sociedade moderna, se tornaram eles próprios a modernidade. 

A alimentação deixou de ser realizada à mesa, no prato, para ser fora da mesa e à mão.

No primeiro caso, são mais verificadas as regras da alimentação saudável, no segundo caso, ocorre mais a ingestão de comida hipercalórica, constituída muitas vezes por alimentos saborosos, mais pobres sob o ponto de vista nutritivo, que contêm muitas calorias por volume de alimento. São exemplos destes alimentos: os doces, a comida rápida, os refrescos, as batatas fritas e também outros, mais camuflados, como os cereais de pequeno-almoço, não os dietéticos, mas os adoçados ou achocolatados, com açúcares simples e muitas calorias.

O consumo de calorias é reduzido com a prática de atividades sedentárias, como o tempo que a criança passa em frente aos ecrãs, sem consumir energia , vendo e ouvindo publicidade que tem como objeto produtos hipercalóricos, a par dos programas que lhe são destinados.

As horas livres são passados desta forma, as brincadeiras e convívios de rua espontâneos, com os vizinhos, deixaram de existir, principalmente nos meios urbanos, por razões de segurança, mas também pela tranquilidade de ter a criança sentada na sala, sob controlo. As atividades de educação física das escolas e fora delas também podem não produzir os efeitos desejados, uma vez que o tempo a elas destinado é, muitas vezes, insuficiente.

Um estudo realizado pela universidade de Columbia ( referência no assunto) mostra que quanto mais desenvolvido é o país maior o índice de obesidade da população. Não é atoa que nos EUA mais de 80% da população é obesa e a maior taxa de mortalidade é infarto, AVC, tudo relacionado a alimentação. E seu filho está preste a ser um possível adulto obeso. Estamos prestes a um colapso alimentar, realmente é muito preocupante, mas cada um deve fazer sua parte, qual é a sua? Está fazendo algo para você, seu filho e sua família?

Você compraria um brinquedo no lugar de uma comida?



Hoje no M.. Feliz tem Mario Broz e sua turma, foi o maior recorde de vendas de todos os tempos no Brasil. Bom, mas cadê a comida? Fica em segundo plano, afinal a quantidade de sódio, gordura trans, e conservantes é bobeira, afinal de contas, você ganhou um mega brinquedo. E a cerveja, o VÉRÃO CHEGOU.....alguém sabe me dizer qual nome da cerveja?

Ninguém lembra, mas da modelo linda mostrando suas curvas, sim! A publicidade na área de alimentação  é muitas vezes perigosa. Não são vendidos os alimentos, mas sim a possibilidade de ter um brinquedo diferente, uma mulher que vai olhar para você quando pedir uma bebida. Mexer com sentimentos é o ponto alvo dessas empresas, com você e, principalmente com seus filhos.


Siga essas dicas de má alimentação, assim você reduz de 5 a 15 anos de vida.


- Coma Fast food no mínimo 3 vezes por semana

- Tome bastante refrigerantes, mínimo 2 litros por semana

- Assista no mínimo 5 horas de TV por dia

- Não cozinhe em casa, coma sempre comida de rua ou restaurante

- Bolachas e salgadinhos: o melhor alimento para seu filho.

Mas o que pode ser feito?


Se você pensa que está sozinha,  não se preocupe, pois nossas crianças brasileiras estão indo para mesmo caminho dos americanos. Um estudo mostra que nas escolas mais de 59% dos alunos de 6 a 17 anos são considerados pré obesos ou obesos, isso preocupa muito os governos pois, significa mais gastos com saúde. Tá, mas o que eu posso fazer: usar um método que gosto de chamar de * troca *. Crianças gostam de bolos, doces, inclusive nós, rsrsrsrs, mas tem  como mudar isso? Substituir esses alimentos por outros alimentos mais saudáveis? Lógico que tem, e é isso que o conteúdo * criança saudável * vai lhe ensinar.

Eu, Prof. Paulo Jr e o Prof. Edson Orfei pesquisamos e realizamos um dos métodos para eliminar a obesidade infantil do seu filho, filha,  enfim da criança, da sua família. Além do livro * Obesidade infantil*, com mais de 40 receitas diferentes de substituição de alimentação, de maneira fácil e prática vamos mudar o que comemos. O livro * Alimentos Desintoxicantes * também está dentro do conteúdo, além disso, o Professor Edson Orfei Criou mais de 8 vídeos aulas explicando a fundo sobre obesidade infantil e as mudanças que podemos realizar. 

O Programa O Fim da Obesidade Infantil traz para você.

- O que é a Obesidade

- Obesidade infantil e suas causas

- Publicidade Infantil

- Mudança de Hábitos

- Exemplo de cardápios

- Dicas de substituições.

- Receitas para o dia-a-dia


E MUITO MAIS...são mais de 200 páginas mostrando o melhor para sua saúde e bem estar.

 Além do livro, desenvolvemos mais de 8 vídeos aulas aprofundando ainda mais no conteúdo e na solução da epidemia do século.


O mundo todo está a beira de um colapso sem precedente, causado pela alimentação industrializada. Infelizmente, fala-se muito em boa saúde, cuidados na alimentação mas, o que vemos a cada dia é o aumento das doenças como: envelhecimento precoce, perda de musculatura, flacidez, depressão, obesidade, pressão arterial, infarto do miocárdio, problemas circulatório, câncer, diabetes, acidente vascular cerebral, puberdade em meninas com menos de 9 anos, perda de dentes causado pelas cáries e outras doenças bucais, gastrites, esofagite, úlceras. A cada três  pessoas no mundo uma vai ter câncer, tudo isso devido aos alimentos industrializados.Enfim tudo causado pela alimentação industrializada com seu alto teor de açúcares, sódio, gordura trans., corante artificiais fazendo com que pessoas fiquem cada vez mais dependentes.

Os intestinos e todo o tubo digestivo são tidos como “ o segundo cérebro ”. O funcionamento intestinal é intimamente ligado ao comportamento, ao estado emocional e ao humor do indivíduo.

O tubo digestivo tem milhões de neurônios, e apenas algumas conexões com o sistema nervoso central, ele funcionaria relativamente coordenado mesmo se todas as conexões com o sistema nervoso central fossem desligadas.

Além disso, os intestinos produzem 95% da serotonina do corpo, muito importante para mediar pensamentos e atuar no humor.

Um estudo realizado na universidade de Columbia mostrou que o consumo de alimentos industrializados é comparado a dependência por a cocaína, parece assustador mas, foi isso que constou os testes realizados em ratos de laboratório e pessoas que foram selecionadas. A área do cérebro ativada quando se consome cocaína é a mesma quando ingerimos alimentos rico em gordura e açúcar.

 comprar agora


Nenhum comentário:

Postar um comentário